Francisco Villachan

O interesse em retratar a natureza, me levou a abdicar de estudos gerais e partir para conhecer em museus e galerias da Europa os grandes mestres do velho mundo e as novas técnicas e tendencias da arte moderna. Nessa ocasião vibrações de alegria se alternavam com o desânimo em conseguir os resultados desejados, me levando às vezes a destruir meus queridos pincéis. 

Entretanto, foi a modernidade dos pintores americanos, através da liberdade de gestos, cores e técnicas que me levaram a abstrair o olhar e a minha expressão. 

Voltando ao Brasil, frequentei a escola de Belas Artes em Recife onde convivi com grandes pintores Pernambucanos. Tais como: Vicente do Rego Monteiro, Lula Cardoso Ayres e Francisco Brennand. A figuração e não figuração…

Portfolio